Mercado Imobiliário e a Pandemia do Coronavírus: números positivos e preços estáveis

Mesmo com a pandemia de corona vírus criando incertezas na economia brasileira, empresas imobiliárias e corretores de imóveis se surpreenderam com os números positivos com os índices tem demonstrado nos últimos 2 meses.

Além do mais, antes de se iniciar a quarentena muitos clientes já estavam em negociação com corretores de imóveis, ou finalizando contratos para comprar um imóvel, em muitas imobiliárias. Por isso, foi necessário encontrar maneiras de finalizar estes contratos com segurança e manter o isolamento entre as partes, não só entre esses clientes já em negociação, mas também aos futuros.

Ao identificar as primeiras mudanças comportamentais entre vendedores e compradores, foram contratadas muitas ferramentas para melhorar a comunicação e a gestão nas empresas. Visando também, plataformas para reuniões e documentações.

Como explicou, o Advogado especialista em Direito Imobiliário Roberto Bigler, em entrevista com o Revista Brasil na Rádio EBC:

“Que diante do cenário atual, o mercado imobiliário, principalmente as incorporadoras e imobiliárias, já se movimentaram para investir em tecnologias para apresentar os imóveis de forma virtual. Alguns corretores já usam plataformas para reuniões”.

Adotar novas tecnologias nesse momento que as visitas estão restringidas, é primordial, e dessas tecnologias disponíveis, as que mais estão sendo exploradas é a Realidade Virtual e Realidade Aumentada, é impressionante a perfeição dessas tecnologias.

Através delas o cliente pode se sentir dentro do imóvel, mil vezes melhor que por fotos, já que as fotos as vezes podem estar em baixa qualidade ou tiradas de um ângulo que não favorece o imóvel. Além de outros benefícios, como por exemplo, visitar mais que um imóvel, quantos você quiser em um dia só, tornando assim, a negociação mais rápida.

Roberto Bigler, comentou ainda, sobre o momento ser ou não favorável para comprar imóveis:

“Quando a gente passa por restrição econômica, a tendência é que tenhamos preços melhores, obviamente, que o comprador e o locatário estão em posição de vantagem, porque a oferta já era grande e agora mais do que nunca terão preços melhores ou que eles se mantenham estáveis.


O mercado imobiliário surpreendendo com resultados positivos na pandemia

O setor tem demonstrado resultados positivos durante os meses de isolamento social. A taxa básica de juros (Selic) no patamar mais baixo da história (2,25 ao ano), somou a uma nova demanda por imóveis mais espaçosos criada pelo confinamento ajudaram a impulsionar as vendas, que em algumas cidades do Brasil acontecem de forma 100% digital. O mercado está bem otimista e com isso em 28 de junho a tendência diz que os preços permaneceram estáveis.

A pesquisa Raio-x Fipe Zap, feito de janeiro à março, apontou que haveria uma queda nominal de 5,6% no preço dos imóveis ao longo dos próximos 12 meses. Porém, nos meses seguintes houve um aumento nas vendas que surpreendeu o setor. O Índice FipeZap informou a alta nominal de 0,23% do preço médio de venda em maio, superando as variações observadas em abril (0,20%) e em março (0,18%).

Os preços estão a um valor justo de mercado e a expectativa é que se mantenham.

E você está pretendendo comprar o seu apartamento?

Na Help Imóveis você visita seu imóvel fazendo Visitas Virtuais ao Vivo.

Fique tranquilo (a), nas Visitas Virtuais você contará, não só com um corretor especialista que entenderá suas necessidades visando encontrar qualidade de vida, segurança, bom preço e facilitar sua negociação!